Área do associado
E-mail:
Senha:
ACESSAR RECUPERAR A SENHA
Ainda não tem cadastro? Clique aqui.

Reconhecimento precoce da pele albina permite antecipar cuidados

Publicada em: 12/06/2019
Celebrado dia 13 de junho, Dia da Conscientização do Albinismo visa promover informação a respeito do distúrbio congênito
 
Embora não haja uma cura para o Albinismo, se identificado de forma precoce, as complicações causadas pela condição são facilmente tratadas e podem ajudar o paciente a levar uma vida normal. Pensando nisso, a Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou em 2015, 13 de junho, como o Dia da Conscientização do Albinismo, que visa informar a população sobre o albinismo, para evitar a discriminação aos albinos e antecipar os cuidados necessários.
 
A médica geneticista e presidente da Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica (SBGM), Têmis Maria Felix, ressalta que, devido à diminuição ou ausência de melanina nos albinos, os cuidados com a exposição solar são fundamentais.
 
- Medidas de proteção são imprescindíveis, pois, os sintomas mais comuns são ausências de pigmentação na pele, cabelos e olhos. Podendo esta, até causar uma deficiência visual. Por isso, a data, e a disseminação de informações sobre o Albinismo são necessários e positivos, assim, é possível divulgar a condição, conscientizar as pessoas para seu reconhecimento precoce e quais as ações corretas para se proteger - explica.
 
Quando se identifica o albinismo de forma antecipada, é possível desenvolver uma série de cuidados, desde medidas físicas como camisetas, chapéu, óculos de sol e fotoprotetores, até a prevenção de possíveis doenças graves que possam de desenvolver, como o câncer de pele.
Procure seu médico geneticista titulado






Nossa sede: Rua São Manoel, 456/303 - Porto Alegre / RS
CEP: 90620-110